Quem somos

Conheça um pouco Sobre Nós

A Lurdes Narciso constituiu-se em Janeiro de 2004, com a equipa que transitou de Maria de Lurdes da Ponte Martins Narciso, a empresa que iniciou a sua atividade no ramo da exportação de peixe fresco e na distribuição de produtos ultracongelados, em 12 de Fevereiro de 1993.

Os nossos Serviços

Novidades

Lançamento de novo site
Lançamento de novo site
Lançamento do novo site da Lurdes Narciso! Aqui poderá pesquisar os melhores produtos nas no...
Frescos

Produtos Frescos

Pesca: Melhor qualidade e quantidade de espécies do Mar dos Açores.
Processamento: Controlado e processado pela nossa equipa de profissionais.
Exportação: Exportamos os nossos produtos para todo o Mundo.

Frescos

  • LAPA BRAVA (Patella aspera)

    Principais artes de pesca: apanha manual.

    Estatuto de conservação: a espécie tem um período de defeso entre 1 outubro e 30 de abril e um tamanho mínimo de captura de 5 cm. sobre explorada em todas as áreas de distribuição.

    Adicionar
  • GORAZ (Pagellus bogaraveo)

    Principais artes de pesca: linha-de-mão e palangre de fundo.

    Estatuto de conservação: embora o manancial local pareça estar relativamente saudável, a espécie poderá ser sensível a um aumento do esforço de pesca. O tamanho mínimo de captura para a espécie é de 25 cm e possui um TAC anual de 1116 toneladas.

    Adicionar
  • CAVALA (Scomber japonicus)

    Principais artes de pesca: palangre de fundo e corrico.

    Estatuto de conservação: actualmente não existe preocupação quanto ao estado de exploração do manancial na região. O tamanho mínimo comercial da cavala é de 20 cm, de acordo com a legislação nacional.

    22,99 Adicionar
  • CAVACO (Scyllarides latus)

    Principais artes de pesca: apanha manual e armadilhas.

    Estatuto de conservação: tamanho mínimo de captura de 17 cm, medido entre o olho até à raiz da caud. Época de defeso entre 1 de maio e 31 de agosto. Sobre explorado em algumas áreas de distribuição.

    39,00 Adicionar
  • SALEMA (Sarpa salpa)

    Principal fishing methods: tangle netting.

    Conservation status: although local stocks appear to be healthy, salemas have been allocated a minimum commercial size of 18 cm in accordance with national legislation.

    Adicionar
  • ATUM PATUDO (Thunnus obesus)

    Principais artes de pesca: salto-e-vara e palangre de superfície derivante.

    Estatuto de conservação: embora o patudo do Atlântico não conste na liste vermelha da IUCN, o estado dos mananciais desta espécie inspira preocupação. Na região o tamanho mínimo comercial para o patudo é de 3.2 kg.

    Adicionar
  • PEIXE ESPADA PRETO (Aphanopus carbo)

    Arte de pesca principal: palangre de fondo a la deriva.

    Estado de conservación: los manantiales locales son en gran parte vírgenes.

    Adicionar
  • CHICHARRO (Trachurus trachurus)

    Principais artes de pesca: redes de cerco e palangre de fundo (adultos).

    Estatuto de conservação: o manancial regional do chicharro parece relativamente saudável, embora ocorram variações interanuais de abundância.

    4,00 Adicionar
  • MERO (Epinephelus marginatus)

    Principais artes de pesca: linha-de-mão.

    Estatuto de conservação: embora a captura de meros por caça submarina esteja proibida por legislação regional desde 1983, o estado de conservação da espécie na região suscita alguma preocupação.

    Adicionar
  • LULA (Loligo forbesi)

    Principais artes de pesca: linha e anzol – toneiras.

    Estatuto de conservação: os mananciais locais desta espécie parecem saudáveis.

    Adicionar
  • LÍRIO (Seriola dumerili)

    Principais artes de pesca: caniço e corrico com isco vivo.

    Estatuto de conservação: o estado dos mananciais Atlânticos parecem não oferecer preocupação.

    Adicionar
  • ROCAZ (Scorpaena scrofa)

    Principais artes de pesca: linha-de-mão e palangre de fundo.

    Estatuto de conservação: o manancial regional de rocaz parece relativamente saudável, mas a espécie poderá mostrar-se sensível se o esforço de pesca a ela dirigida aumentar.

    Adicionar

Newsletter